Vitreo Urânio

A forma mais simples de se expor a essa commodity que produz 10% da eletricidade do planeta

O urânio é a principal matéria-prima da energia nuclear, que corresponde, aproximadamente, a 10% da produção da eletricidade no mundo. Trata-se de um mineral escasso, que produz energia limpa e com demanda recorrente. Por tudo isso, há grande possibilidade de ele estar em um fluxo de alta de preços. Investir em Urânio por meio do nosso fundo faz muito sentido para quem procura diversificar com investimentos descorrelacionados da Bolsa.

Quanto preciso para investir?

Investir agora
Fechado
01
Uma forma fácil de diversificar seus investimentos
02
Uma tese ligada à energia limpa
03
Investimento aberto ao público geral

Diversifique comprando essa commodity, que pode estar em um fluxo de alta

O Vitreo Urânio é autoexplicativo. Ele investe em empresas relacionadas à extração do metal, que, com o aumento da demanda por energia limpa, têm tudo para entrar em um fluxo de alta. O investimento é feito de forma indireta pelo fundo, por meio de Swaps de ETF's negociados na bolsa americana.

O urânio é a matéria-prima principal para a produção de energia nuclear, que é uma energia limpa e corresponde a 10% da geração de eletricidade do mundo. Por isso, o urânio traz alguns trunfos ao seu investidor: a demanda é recorrente e é um mineral escasso na Terra.

Assim como nossos fundos de ouro e prata, o urânio é um ativo descorrelacionado das Bolsas (principalmente da Bolsa brasileira) e serve como uma maneira de diversificar sua carteira com uma tese em um provável fluxo de alta, embora não haja qualquer garantia.